5 sinais de que é hora de mudar de emprego

Será que devo mudar de emprego? Essa é uma pergunta que passa pela mente da maioria dos profissionais em um momento ou outro da carreira, principalmente quando não estão contentes com o trabalho.

Se a insatisfação com o trabalho chegar, a primeira atitude é tentar resolver a questão sem precisar tomar atitudes drásticas. Por exemplo, pode ajudar ter uma conversa com o chefe ou o RH, ou pedir para mudar de área.

Quando a situação é mais complicada, porém, apenas a troca de emprego vai resolver a questão, afirma Roberto Santos, da Ateliê RH, consultoria de desenvolvimento humano. Como é possível saber se esse momento chegou? Segundo Santos, com a clássica lista de prós e contras.

É o consultor quem indica alguns sinais de que está na hora de mudar de emprego:

1. Você não está aprendendo coisas novas
Adultos felizes estão envolvidos com trabalhos que estimulam a mente e o aprendizado contínuo.

2. Seu desempenho já não é mais o mesmo
Se você se sente estagnado e no piloto automático, o seu desempenho não está alto. Cedo ou tarde, isso vai acabar causando problemas no currículo e no nível de empregabilidade.

3. Você se sente subavaliado
Mesmo quando o profissional está feliz com o seu salário e sua perspectiva de crescimento, ele não se sentirá motivado se achar que não está sendo avaliado corretamente pelos seus gestores. Além disso, fica mais propenso a faltar, se atrasar, deixar de entregar trabalhos ou sofrer a síndrome do burnout (esgotamento profissional).

4. Você só está fazendo por dinheiro
O salário injusto, comparado com colegas ou ao mercado, pode desmotivar. Mas a motivação está mais ligada ao reconhecimento do que ao dinheiro propriamente dito, afirma Roberto Santos. Se você não vê nada mais de valioso além do seu salário, tenha certeza que o desfecho não será positivo, ele diz.

5. Você odeia o seu chefe
Como diz o ditado: as pessoas se demitem de seus chefes e não da empresa. E, de fato, o número de pessoas que não gosta dos chefes e que odeia o seu trabalho é praticamente o mesmo, afirma Roberto Santos.

Leave a Reply

Open chat